Outonos

Não, este não é um post sobre aquela loja mara no Brasil que vende aromatizadores e cheirinhos gostosos… Venho vos falar sobre mudanças… A mudança de estação que finalmente se instalou por aqui, a mudança de vida pela qual estou vivendo no momento e a mudança que anseio com todas as minhas forças para o nosso cantinho, único e perfeito…

O outono é a estação em que eu nasci, no hemisfério sul é claro… Mas o que é o outono no Brasil? Eu nunca soube dizer… Para mim as estações do ano no Brasil se resumem a sol, chuva e um friozinho de vez em quando… Já aqui na Suécia, basta você olhar para fora que a paisagem lhe dirá em que época do ano estás… É incrível, parece coisa de filme mesmo… Este está sendo meu primeiro outono aqui, e finalmente estou com aquela imagem de um outono digno de um filme hollywoodiano… As plantas todas já perderam aquele verde intenso típico do verão… As únicas árvores que restam com algum verde são os pinheiros, os quais não perdem suas folhas, que se assemelham à agulhas, durante o outono e inverno… Já todas as outras árvores divergem em tons que vão desde o amarelo mostarda até um vermelho escarlate, e que fazem dessa paisagem outoneira um deleite para os olhos… O céu já não brilha azul celeste todo o tempo, com a chuva, que se reveza entre fraca e intensa, ele fica acinzentado, nublado, o que não é um ponto tão ruim, pois as nuvens criam uma espécie de isolamento térmico à noite e não deixam a temperatura cair muito… Os suecos reclamam muito dessa estação, pelo sol já estar reduzindo seu período de trabalho por aqui… Além de que muita chuva e frio não é brinquedo pra ninguém.. Minha experiência até agora tem sido bem positiva, e estou aproveitando o que essa estação tem para oferecer: temperaturas mais amenas e paisagens singulares..

IMG_1821

IMG_1824

Eu acabei de concluir a minha segunda semana no trabalho… Pode ser uma coincidência, mas comecei no mesmo mês que comecei na última empresa em que trabalhei no Brasil… Coisa do destino? Outubro, mês das bruxas, é o meu mês? Devo jogar na loteria? Rsrs.. De qualquer forma, estou trabalhando como nunca… Trabalho logístico dá trabalho pra cacete… Estou aprendendo uma coisa com que nunca trabalhei diretamente antes, então é super positivo… Estou trabalhando em sueco haha, às vezes me surpreendo com quanto sueco eu já consegui aprender.. Meus colegas de trabalho são maravilhosos… Só galera da minha idade (super jovens rsrs) e o clima no trabalho também é super up… Escutamos música, rimos e nos divertimos… No final da minha primeira semana já rendeu até um AF (after work, happy hour, depois do trabalho) que não tenho palavras pra descrever como foi divertido.. Não me divertia assim a muito tempo…. E o mais incrível, com um grupo de suecos.. Os suecos que muita gente tarja como pessoas tímidas, reservadas e anti sociais… Fomos para um bar/restaurante (buteco chique sueco) e lá comemos, bebemos bastante (como bons suecos hehe), conversamos, rimos alto, fizemos piada… Sinceramente eu me senti como num bar com amigos no Brasil.. Foi uma das poucas vezes que me senti em casa aqui.. Voltei pra casa com o “trem das onze” e o Andy foi me buscar na estação… Eu achei incrível que eu consegui participar bem das conversas e brincar com eles também.. Acho que as cavas (vinho espumante) também ajudaram a soltar o meu sueco que foi uma beleza=)… O único porém com o meu trabalho é mesmo a viagem que tenho que fazer diária de Nossebro até Gotemburgo… Acordo às 5:10, saio às 5:50, dirijo até Vårgårda, 20 minutos, pego o trem 6:18 para a estação central em Gotemburgo que chega às 7:05, e pego um ônibus às 7:08 para o meu trabalho, no qual, se todos esses horários aí funcionarem, chego às 7:40… Fizeram os cálculos? Sentiram o drama? Ah.. E na volta é tudo isso aí mais uma vez… O bom é que o sistema de transporte público aqui na Suécia é diversas vezes melhor que no Brasil.. Eu tenho um aplicativo no celular que me mostra todos os horários desses meus transportes aí, os pontos, se estão atrasados ou não, e eu digo, até agora 90% sem atrasos ou problemas… Eu achei incrível conseguir encaixar isso tudo aí… Eu praticamente não espero quase nada desses transportes nos pontos… Dentro dos ônibus tem um mostrador que mostra quais os dois próximos pontos a descer, em alguns pontos principais no centro da cidade, tem uma televisão que mostra em quanto tempo os dois próximos ônibus chegam… E quase nunca há qualquer atraso, pontualidade aqui é mato….  Tirando essa minha via sacra aí que me deixa bem cansada, eu estou amando o meu trabalho e o fato de estar trabalhando…

Esse assunto me leva ao meu último tópico do post… A mudança… Agora como eu tenho um trabalho, eu e Andy podemos dar nosso jeito de picar a mula da casa dos pais dele… Coisa que confesso já ter chegado no meu limite da paciência, tolerância e compreensão… Desde que estávamos no Brasil, já queríamos nosso cantinho, mas nunca tivemos condições financeiras de ter isso… Mas eu estava na minha casa, e as coisas eram mais tranquilas.. Mas morar com sogros de uma cultura e costumes diferentes, numa cidade infinitamente menor com a qual eu estou acostumada a viver não é uma coisa fácil… Achei que seria, me iludi… Nas minhas TPMs e momentos de fragilidades quase surto aqui… O fato de estar trabalhando em Gotemburgo me ajuda muito, pois passo a maior parte do meu dia lá… Mas quando chego em casa tento fechar minha mente e meus olhos como um eremita para não me afetar com a falta de liberdade e privacidade que se tem morando na casa de outras pessoas tanto tempo… Estamos procurando um lugar pra morar na cidade que o Andreas está estudando, pois lá existe linha de trem e isso diminuiria 1 hora da minha viagem diária para e do trabalho… Mas achar um local para alugar aqui na Suécia não é nada fácil… Em corretoras públicas existem filas de espera por uma moradia.. Então se você não conhece alguém que está alugando um lugar, boa sorte, mas você terá que aguardar na fila… O bom é que a cidade em que estamos procurando é pequena e esse processo deve correr mais rápido que numa cidade maior como Gotemburgo ou Stockholm… Muitas pessoas esperam anos (sim, eu disse anos) nessas filas por um local ideal onde querem viver… Os locais perigosos sempre têm vagas, mas ninguém quer viver lá, o que aumenta a demanda para as outras áreas… Mas, estamos correndo atrás, e tentando de todas as maneiras um lugar para morarmos, finalmente, sozinhos e com a nossa tão sonhada liberdade…

“As folhas caem, o frio chega e você não sabe se aguentará… Quando a luz do sol resplandece, esquenta a pele do seu rosto, e um pingo de orvalho rola sobre sua pele e te lembra da nunca perdida esperança dos dias melhores que lhe aguardam…

Caminhe até eles…”

Anúncios

3 thoughts on “Outonos

  1. É Pri, as mudancas nunca são fáceis, e a falta de liberdade ainda pior. O bacana é saber que você em tão pouco tempo por estas bandas já está conseguindo encontrar o seu lugar ao sol. Tenha um pouquinho mais de paciência que logo o seu castelo se vislumbrará ao final do horizonte e enfim, sua tão sonhada liberdade também.
    Saiba que já estou me convidado para o inflyttningsfest. 😉

    Bjs e boa sorte!

    • Ô ka.. Eu realmente estou exercitando a minha paciência, a uns 5 meses assim rsrs, pq claro qdo cheguei tudo foram flores… Mas eu sei q mais dia menos dia alguma coisa sai p nós, já q estamos atirando p todos os lados.. Ah e é claro q vcs minhas companheiras de região estarão mais do q convidadas p um jantar mais q especial q faço questão d oferecer… É mais um dos meus sonhos: convidar meus amigos p qqr coisa na MINHA casa… 🙂 bjoks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s